21
Abr 04

Pisco.jpg«As jóias do céu indiano. O pisco do Oriente»


Texto e fotografia: Bhagat Singh


A Índia Perspectivas (Janeiro de 2004) 



«As melodias do pisco são entre os mais bonitos cantos que se pode ouvir na natureza. Quando o sol aquece a terra, os machos preparam-se e animam os bairros com o seu canto. Quando a primavera chega, as plantas estão em flor em todo o lado e a natureza, em toda a sua beleza, promete felicidade e abundância a toda a gente. Depois, é o pisco do oriente (Copsychus saularis), balançado em cima da sua árvore preferida, que dá voz ao calor da sua paixão, principalmente logo de manhã ou às tardes. Os cantos são tão bonitos que sempre enchem os corações das pessoas com maravilhosas sensações. Toda a gente conhece o pisco e o seu canto. Durante a estação de criação, o canto é mais enfático. Os machos guardam os seus territórios com zelo e os seus cantos servem para estabelecer os seus direitos de território. Em sânscrito, este pássaro chama-se “Srivad Pakshi” — “pássaro com uma voz auspiciosa”. É silencioso durante as outras estações do ano. O pisco do Oriente é mais ou menos do mesmo tamanho que o rouxinol indiano ou bulbul: 20 centímetros. É um pássaro preto e branco, com uma cauda proeminente. A fêmea tem cores menos brilhantes, com tons de azul e cinzento e o pescoço e peito castanhos, em contraste ao macho que é de um escuro azul e preto. Encontra-se esta espécie por toda a Índia, menos as partes áridas de Rajastão ocidental. Prefere morar em florestas decíduas, florestas de arbustos, pomares e bosques e gosta de estar perto aos humanos. Todavia, evita florestas densas e planícies abertas. A sua dieta consiste principalmente em insectos colhidos do chão e o néctar de flores como a salmalia e erythrina. O pisco do oriente costuma criar duas ninhadas durante a estação de criação, que estende de Março a Agosto. O ninho é construído em buracos nas árvores ou nas paredes. É construído de raízes, ervas, fibras vegetais e penas. A fêmea constrói o ninho e é responsável pela incubação dos ovos, enquanto o macho protege o ninho dos predadores. Ambos os sexos ajudam a alimentar as crias.»

publicado por Francisco Caramelo às 00:36

Abril 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
15

20
22
24

26
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO